Vamos fazer um Brunch?


O pequeno almoço é a minha refeição favorita. Isso e o brunch, uma moda mais recente, mas que adoro! E parece que cá em casa tenho um pequeno seguidor, pois o Zé Maria também parece gostar bastante da primeira refeição do dia, uma vez que mal acorda vai logo chamar para o pequeno almoço....
Recebo também alguns email a pedirem-me sugestões de receitas para uma mesa de brunch para receber amigos e família...
Sendo amanhã feriado, parece-me um óptimo dia para fazer um brunch, e gozar o feriado do Dia da Liberdade de uma forma diferente.
Sendo assim, deixo-vos 16 sugestões de receitas que podem fazer para um brunch, para que escolham a se inspirem para um brunch à vossa medida...
Para mim, um brunch tem de ter fruta, pão e croissants, panquecas, um bolo, iogurtes, café, sumos naturais e ovos... Tudo o resto estará ao alcance da vossa imaginação.
Espero que gostem das sugestões!













Espargos verdes com Salmão Fumado e Ovos mexidos -  http://paracozinhar.blogspot.pt/2016/03/espargos-verdes-com-salmao-fumado-e.html






Mousse de Mascarpone com Curd de Limão e Morangos


Sou daquelas que fala sozinha. Em casa e no carro e principalmente quando estou sozinha. E muitas vezes tenho de fazer um esforça adicional para não falar sozinha na rua ou no supermercado, mas mesmo assim às vezes dou por mim numa conversa em voz alta comigo mesmo. A sorte é que acabo quase sempre por estar com o António, e a coisas passam mais despercebida... Sou assim desde que me lembro. Tenho monólogos longos acerca de tudo e mais alguma coisas. Pode ser a imaginar a conversa que teria com uma pessoa com a qual estou aborrecida, pode ser apenas a explicar porque faço uma coisa de uma determinada maneira, e também acontece estar a cozinhar e a descrever a receita como se fosse um programa de culinária.. Faço-o sem dar conta na maioria das vezes - só me apercebo depois, e muitas vezes acabo a rir-me também sozinha. E há uma fase minha, em miúda, quando vinha a pé da escola para casa - e se calhava vir sozinha - que tinha também estas mesmas conversas e aqui, não tenho bem a certeza se não falava mesmo em voz alta.... Muitas vezes o Miguel me pergunta com quem estou a falar...
Também já percebi que ter estas “conversas” é uma forma de alinhar ideias. De não me precipitar em decisões e atitudes, e de muitas vezes conseguir organizar mentalmente coisas que quero dizer a alguém, o meu trabalho e mesmo algumas coisas mundanas da vida.. Sim, pode ter um pouco de louco, mas acho que todos nós temos características que vistas aos olhos dos outros podem parecer estranhas... O importante mesmo é saber que não somos perfeitos e saber viver com as nossas imperfeições que nos tornam tão únicos..
(E foi numa dessas “conversas” enquanto arrumava o frigorífico que, ao ver alguns ingredientes surgiu esta sobremesa que acabou por animar um pequeno lanche ajantarado!)

Ingredientes para 4 pessoas:

125g de mascarpone
100g de curd de limão caseiro (há varias receitas aqui no blogue)
50g de açúcar em pó
8 morangos
Hortelã para decorar
Preparação:

Numa taça bata o mascarpone com o açúcara em pó até estar homogéneo e bem incorporado. Acrescente depois o curd de limão e envolva bem.
Divida depois esta mistura por t4 acinhas e junte 2 morangos partidos ao meio e decore com uma folha de hortelã.
Leve ao frigorífico antes de servir.


Bom Apetite!

Copinhos de Iogurte grego com Granola e Frutos vermelhos (receita também em video)


Para alguns mais sortudos (que podem tirar a segunda feira, dia 24 de Abril) vem aí mais um fim de semana comprido, daqueles que nos sabem pela vida... Daqueles fins de semana que eu acho sempre serem ideais para pequenos almoços demorados, e que me inspiram sempre a preparar uns brunchs saborosos.
Foi a pensar nisso, e em dias de preguiça e vagarosos, que me lembrei de partilhar com vocês não uma receita, mas uma sugestão fresca e deliciosa, que podem preparar muito facilmente e assim poder começar o dia com um pequeno almoço de hotel, com direito a mesa posta, bolo, pão fresco e até panquecas, croissants e sumos naturais.
Eu sou suspeita, porque o faço quase todos os fins de semana. Mas para quem tem menos tempo, um fim de semana comprido - ou umas mini férias - são os dias ideias para um pequeno almoço que nem precisa de almoço, e de começar o dia, em família e à volta de uma mesa bonita e colorida.
Aqui fica a minha sugestão. (E uma enorme inspiração da minha querida Sofia, do Às Nove no meu blogue! Porque a vida é mesmo feita de pequenas coisas e de pequenos nadas e de valorizarmos cada momento!)



Ingredientes para 4 unidades

400g de iogurte grego natural (não açucarado)
100g de granola (caseira ou de boa qualidade - se for para comprar gosto de uma da Serramel)
morangos e mirtilos (ou outros frutos vermelhos) a gosto

Preparação:

Divida por quatro copinhos metade do iogurte grego. Coloque depois a granola e termine com o restante iogurte. Por cima disponha morangos e mirtilos a gosto. Decore com um pouco de hortela ou de mangericão fresco, e guarde no frigorífico até servir.
Nota: Se gostar do iogurte mais adocicado, experimente juntar um pouco de mel.


Bom Apetite!

Frango “Aberto” Assado no Forno com Tempero de Avó


Frango assado ou frango de churrasco, ainda que os coma todos os outros dias da semana sabem-me sempre a almoço de domingo. Tempero com alho, sal, louro, colorau e azeite têm para mim, e terão sempre na minha memória sabor de assados de avó. Com uma combinação clássica e de tão simples ingredientes que dificilmente não haverá em qualquer cozinha. É por isso que é tempero de avó. É por isso que é sempre comida de conforto e receita de emergência em qualquer ocasião. Podemos inventar e misturar outras tantas combinações de ingredientes. Mas estes, com este cheiro e este sabor, remetem-me sempre para almoços de domingo e para casas de avós. Com louceiros antigos, chão a ranger e louça de dias de festa posta na mesa. Uma cozinha antiga com lareira e lava louça de pedra... e a casa a cheirar a assado quando chegamos para almoçar...
Ingredientes:

1 frango (aberto como para frango de churrasco)
1 colher de sopa de massa de alho ou 4 dentes de alho esmagados em pasta
1 colher de sobremesa de colorau
1 colher de chá de louro em pó - ou 1 folha de louro
2 colheres de chá de chilli oil (azeite de malagueta)
1 limão
sal e pimenta q.b.

Preparação:

Coloque o frango numa assadeira ou tabuleiro de forno. Numa taça misture o sal e a pimenta, o colorau, a massa de alho ou os alhos esmagados, o louro, o chilli oil, a raspa de limão e sumo de metade do limão e envolva bem. Esfregue o frango com esta mistura e deixe a marinar algumas horas ou de um dia para o outro.
Coloque depois no forno previamente aquecido a 180ºC durante cerca de 1h30 a 2h, até o frango estar cozinhado e dourado, virando-o a meio para que asse por igual.
Sirva com legumes ou uma salada e batatas assadas.


Bom Apetite!

Ovos com Barriga Fumada e Cogumelos


Mais petiscos. Porque os fins de semana compridos convidam a petiscos, seja num brunch, seja no mais tradicional “lanche ajantarado”. Aqui por casa os últimos domingos têm acabado assim. Com amigos à volta da mesa e um lanche que não é lanche nem bem jantar. 
E como as galinhas têm posto muitos ovos, há que os usar de todas as formas e feitios. Aqui, o petisco mais simples e versátil de todos os tempo. Ovos mexidos - aos quais se pode juntar quase tudo - dependendo do que houver em casa e das combinação preferidas. Este servir mais como uma limpeza ao frigorífico. Havia cogumelos e um resto de barriga fumada, e foi mesmo com essa combinação que foram feitos. Mas há outras combinações favoritas: com espargos verdes, com alheira e espinafres, com queijo da ilha, e ainda numa versão picante, com malagueta e queijo feta.
Servidos com uma tábua de carnes frias, de queijos, e pão fresco, temos uma simples refeição do agrado de todos. (E quantas, mas quantas vezes, uns ovos mexidos salvam um jantar em poucos minutos!)

Ingredientes para 4 pessoas:

6 ovos
150g de cogumelos frescos
sal e pimenta q.b.
75g de barriga fumada
salsa picada q.b.

Preparação:

Corte a barriga fumada em cubinhos. Depois de limpos lamine os cogumelos.
Leve uma frigideira anti aderente ao lume e deixe aquecer. Junte depois a barriga fumada e deixe cozinhar, de modo a que esta liberte a sua gordura e fique crocante. Junte depois os cogumelos e envolva-os bem na gordura da barriga fumada e deixe cozinhar até que comecem a ficar murchos.
Entretanto bata os ovos com uma pitada de sal e pimenta (atenção que a barriga fumada já contém sal), e verta os ovos já batidos sobre a mistura que está na frigideira. Deixe que os ovos comecem a coagular, e com uma colher de pão comece a envolver a mistura na frigideira. Não mexa muito para que os ovos não fiquem muito partidos... 
Desligue o lume quando os ovos  ainda estiverem um pouco húmidos, e acrescente a salsa picada.
Sirva de imediato.


Bom Apetite!

Batatas Temperadas no Forno


Com o tempo que se tem feito, está oficialmente aberta a época de churrasco cá por casa. E lá começo eu, a tentar fazer acompanhamentos diferentes, para não acabarmos sempre entre o feijão preto e arroz branco, o arroz de feijão e as batatas fritas. 
No último churrasco já começamos a juntar ananás grelhado e banana assada com casca, que fica depois mole e é um bom acompanhamento. A laranja em rodela já costumamos fazer, assim como as salada de couve com maçã, cenoura e hortelã, e saladas de tomate variado e manjericão. Outros dos acompanhamentos que também faço são batatas assadas inteiras (doce ou normal) com raitha (molho de iogurte grego, pepino e hortelã) quando está muito calor, fica muito bom e refrescante. A salada de pimento assado é um clássico. Portanto, com tantas coisas que se podem fazer, aborrece-me fazer sempre os mesmos acompanhamentos.
No passado fim de semana, num churrasco com a família, houve mais uma deliciosa salada de couve, maçã e hortelã, mas também um tabuleiro de batata assada temperada, que tiveram muitos elogios. (Usei batatas novas, muito boas e saborosas e tinham vindo no meu cabaz biológico da Dona Rosa - https://www.facebook.com/dona.rosa.bio/?fref=ts)
Ah... e as batatas ficam maravilhosas com uma maionese caseira de alho e azeite!

Ingredientes para 6 pessoas:

14 batatas novas (não muito grandes)
sal e pimenta q.b.
1 colher de chá de colorau (ou colorau fumado)
1 colher de chá de alho em pó
1 colher de sopa de oregãos secos
1 colher de chá de tomilho seco
azeite q.b.
2 colheres de sopa cheias de farinha de mandica ou pão ralado

Preparação:

Leve bem as batatas e corte-as em quartos. Coloque as batatas num tabuleiro que vá ao forno e à mesa e tempere-as com o sal e a pimenta, o colorau, o alho em pó, os oregãos secos, o tomilho e regue com azeite. Envolva bem todos os ingredientes nas batatas e por fim, acrescente a farinha de mandioca ou o pão ralado, e envolva tudo muito bem novamente (Juntar a farinha de mandioca ou o pão ralado ajuda as batatas a ficarem com uma camada crocante!).
Leve ao forno previamente aquecido a 180ºC  - e de preferência com ventilação - durante cerca de 1hora, misturando as batatas de vez em quando para que cozinhem mais uniformemente.
Sirva como acompanhamento de churrasco ou de carnes assadas.


Bom Apetite!

Páscoa Feliz!


Este ano a nossa Páscoa tem direito a mini-férias e algumas tradições vão ser um bocadinho postas de lado. Mas também vai ser bom poder aproveitar os miúdos, a primavera, os ares da praia e o tempo livre.
Mas não é assim para todos, e sei que muitos continuam a buscar inspiração para uma mesa de Páscoa composta e saborosa.
Partilho aqui as minhas receitas favoritas e daquelas que raramente falham na nossa mesa. Para que se inspirem, para irem para a cozinha celebrar esta época de renascimento que é uma época de esperança. E cada vez mais acredito que todos precisamos de esperança. Esperança: em nós e num mundo melhor.
Uma santa Páscoa a todos! 

Entradas:

Ovos Recheados:


Creme de Cenoura com Caril: 

Palmiers de Alheira: 


Cogumelos Recheados com Presunto:

Prato Principal:

Borrego (ou cabrito) Assado:

Arroz de Pato Assado: 

Frango Assado com Alho:

Sobremesas:

Bolo de Amêndoa com fios de ovos: 

Bolo de Chocolate Branco com Cobertura de Ovos de Chocolate: http://paracozinhar.blogspot.pt/2011/04/bolo-de-chocolate-branco-com-cobertura.html

Ovos de Chocolate: 

Tarte de Amêndoa:

Amêndoas Torradas: 

Folar de Páscoa: 


Pão de Ló Molhadinho: 

Ovos Recheados (receita também em video)


Como não podia deixar de ser, e sendo o domingo de Páscoa um dia de almoços de família, de uma refeição mais composta, e de convívios à volta da mesa, a minha sugestão de hoje é uma entrada ideal para uma mesa de Páscoa.
Ovos recheados. Simplesmente ovos que são símbolo de nova vida. Uns ovos que podem rechear com o que quiserem, mas que mantive muito simples, num dia em que o cabrito, cordeiro ou borrego são reis à mesa, assim como o pão de ló e outras sobremesas onde reinam as amêndoas, os doces de ovos e até o chocolate.
Estes ovinhos foram recheados apenas com cebolinha de rama (também conhecida como ceboleta ou “spring onions”), que lhes dá um sabor característico. Mas podem rechear com tudo o que quiserem, e darem largas à vossa imaginação.
A receita de hoje vem também um video. Um video que demonstra a simplicidade da receita e a facilidade com que podem colocar na mesa esta entrada (que também é um petisco perfeito para piqueniques, refeições ligeiras e tapas!)
Espero que gostem!



Ingredientes para 2 pessoas:

4 ovos
2 cebolinhas de rama
sal e pimenta q.b.
2 colheres de sopa de maionese
azeitonas q.b.

Preparação:

Coza os ovos em água temperada de sal. Assim que estiverem cozinhados, cerca de 10 minutos em em água a ferver, retire-os e deixe arrefecer em água fria.
Descasque depois os ovos, corte-os ao meio no sentido do comprimento e retire cuidadosamente a gema sem danificar a clara.
Coloque as gemas numa taça e junte as cebolinhas de rama picadinhas, assim como as azeitonas e a maionese e misture bem até obter uma pasta.
Recheie o espaço na clara de ovo deixado pelas gemas com esta mistura e decore com um pouco de salsa picada.
Sirva como petisco ou entrada com uma salada verde e maionese caseira a acompanhar.


Bom Apetite!

Bolinhas Cruas de Figo, Amêndoa e Cacau (ou Trufas Saudáveis!)


Tradição de todos os anos. Mimos de comer para oferecer aos afilhados e sobrinhos, bem como folares caseiros, segundo a receita da Avó Celeste.
Ovos de salame de chocolate - que me pedem sempre a receita - mas que é simplesmente pegarem numa receita de salame de chocolate e, em vez de moldarem o salame em rolo, fazerem pequenas bolas em forma de ovo (que ficam meios toscos porque os faço sem molde, moldando à mão).
Das bolachinhas que vou alterando entre diversas receitas, mas que qualquer receita de bolachinhas de manteiga aromatizadas com laranja, limão, ou com uma parte de amêndoa moída, fazem bolachinhas que dão para usar com os cortadores de bolachas em forma de ovo, e coelhinhos.
E depois, outras coisas que me lembro. Este ano de fazer umas Bolinhas cruas de amêndoa, figo e cacau, receita que está no livro “Familia e Amigos à mesa”, e que são um dos snacks que o Zé Maria gosta de comer. Uma versão de “guloseima” mais saudável, e que pode perfeitamente ir misturada com os restantes guloseimas nos saquinhos para os miúdos.
E sempre, mas sempre os folares da Avó Celeste. Porque as minhas memórias de Páscoa passam invariavelmente por Bustos. Pela tradição de beijar a Cruz. De estarmos todos na sala de cima à espera da sua chegada, de rezarmos uma Pai Nosso rápido e se sermos salpicados com água benta... e de haver sempre folares e outras coisas boas para comer na mesa da sala de jantar. Uma sala que a cada passo nosso fazia abanar a cristaleira e ouviam-se os copos e pratos a tilintar... Todas estas receitas que vos falo, podem encontra-las aqui no blogue, basta pesquisarem na caixa de pesquisa!
Deixo-vos a versão “saudável” de guloseimas da Páscoa para este ano!

Ingredientes para 20 trufas:
(in “Familia e Amigos à Mesa -Joana Roque - página 218)

200g de figos secos
100g de amêndoa 
75g de cacau magro em pó + para enrolar as trufas

Preparação:

Corte os figos em pedaços e coloque-os no robot de cozinha juntamente com
o cacau e as amêndoas e triture até obter uma espécie de pasta.
Com as mãos humedecidas tenda pequenas bolinhas do tamanho de nozes e, se quiser, enrole-as num pouco de cacau. Coloque depois as trufas em caixinhas de papel frisado.


Bom Apetite!

Hamburgueres no Forno com Cobertura de Pimento e Tomate


Há alturas que sinto que tenho de parar um bocadinho. Em que sinto que não aguento o ritmo que me imponho de fazer, de organizar, de tratar... Às vezes sinto que tenho mesmo de parar. De respirar fundo. De ter um dia de “não fazer, não organizar, não tratar”. De reorganizar as ideias e as prioridades. De simplesmente parar para respirar. Porque amanhã ou depois, tudo continua igual, e eu já estarei mais capaz de continuar com tudo.  Ninguém é perfeito, ninguém só faz coisas boas, ninguém é sempre bonzinho ou sempre feliz. Há alturas em que se sente o peso de tantas outras coisas. Portanto parar. Fazer um reset e recomeçar no dia seguinte pode fazer maravilhas por nós. (Talvez por isso, esteja tão desejosa de uns dias diferentes! Porque me sinto realmente cansada das rotinas de todos os dias, e sinto que necessito de um reset. Ou pelo menos de um pause.)
Porque recomeçar é sempre bom sinal. E podemos recomeçar todos os dias.
E fica também uma receita de hamburgueres no forno para a familia em altura de ferias escolares - e uma boa receita para colocarem os filhos adolescentes a cozinharem!

Ingredientes para 4 pessoas:

4 hamburgueres - (hamburgeres caseiros ou de talho, mas 100% carne)
sal e pimenta q.b.
4 pimentos baby (daqueles coloridos)
1 cebola
2 dentes de alho
2 tomates (normal ou de lata pelado)
oregãos q.b.
azeite q.b.
75g de queijo ralado ou 4 fatias de queijo
2 batatas doce grandes

Preparação:

Descasque as batatas e corte-as em palitos. Coloque-as numa camada só num tabuleiro forrado com papel vegetal e tempere-as com um fio de azeite e sal e envolva. Leve-as ao forno previamente aquecido a 180ºC e deixe cozinhar até que fiquem macias por dentro e crocantes por fora.
Coloque depois os hamburgueres num outro tabuleiro que possa ir ao forno e tempere-os com sal e pimenta. Leve ao forno previamente aquecido a 180ºC e deixe cozinhar cerca de 20 minutos.
Entretanto descasque a cebola e corte-a em meias luas finas, corte os pimentos em tiras fininhas e os dentes de alho em lâminas. Leve uma frigideira ao lume com um pouco de azeite e deixe aquecer. Junte depois os dentes de alho, a cebola e os pimentos e deixe cozinhar até que fiquem macios. Tempere a gosto com um pouco de sal e pimenta e acrescente o tomate em pedaços. Deixe ferver mais uns minutos até que o molho fique apurado.
Ao fim dos 20 minutos retire os hamburgueres e cubra com a mistura de pimentos e tomate. Por cima coloque o queijo. Leve novamente ao forno para o queijo derreter e os hamburgueres acabarem de cozinhar.
Retire os hamburgueres e as batatas e sirva juntamente com uma salada verde os legumes salteados!


Bom Apetite!

Crepes de Atum, Legumes e Queijo no Forno


Estamos em semana de Páscoa. Por aqui este ano vai ser um bocadinho diferente. Vai haver direito a umas merecidas mini-férias a sul, e o nosso tradicional almoço de padrinhos e afilhados, vai acontecer, mas não nas datas habituais, não só porque nós não estamos, mas proque uns dos padrinhos e afilhados também não estão. E como basta haver vontade para se fazerem almoços e jantares de amigos - independente da data em que estes ocorrem - adiamos a nossa data para quando todos puderem estar presentes.
Entretanto há folares e bolachinhas para começarem a ser feitos, e uns ovinhos de chocolate e provavelmente uns docinhos saudáveis... Vamos a ver o que consigo fazer...
Entretanto foi mais um fim de semana que passou. Um delicioso e sempre maravihoso workshop na Colher de Chá, em Ovar. Obrigada mais uma vez a todos os que estiveram por lá! E houve almoço de família com churrasco, e ainda mais refeições ai ar livre, que o tempo tem convidado a isso.
Por aqui foram dias muito preenchidos, e por isso começamos com uma receita mais simples para apanharmos o ritmo para esta semana mais curta!

Ingredientes para 2 pessoas:

6 crepes (eu fiz em casa podem fazer esta receita tradicional ou esta sem glúten)
2 latas de atum em azeite
1 cenoura
1 alho francês
1 cebola pequena
2 dentes de alho
sal e pimenta q.b.
azeite q.b.
50g de queijo ralado
200ml de natas frescas

Preparação:

Pique a cebola e os dentes de alho. Descasque a cenoura e rale-a. Corte o alho francês em rodelas fininhas. 
Leve uma frigideira ao lume com um pouco de azeite e aloure a cebola e os dentes de  alho. Junte depois a cebola e o alho francês e envolva bem. Tempere de sal e pimenta e deixe estufar um pouco. Acrescente depois o atum previamente escorrido e deixe cozinha mais uns minutos. Junte depois cerca de 50ml de natas e metade do queijo ralado, envolva bem e deixe arrefecer.
Divida depois o recheio de atum pelos crepes e dobre-os ou enrole-os, colocando-os num tabuleiro que vá a forno. Regue com as restantes natas e polvilhe com o queijo ralado.
Leve a cozinhar em forno previamente aquecido a 180ºC durante cerca de 20 minutos ou até estar gratinado e dourado.
Sirva com uma salada verde.


Bom Apetite!

Creme de Avelãs e Cacau Saudável




Próximo Workshop. Dia 9 de Abril, das 10h às 13h em Furadouro - Ovar, na Colher de Chá. Desta vez com o tema de “Finger Food para Dias Especiais”. Para mais informações ou para se inscreverem geral@colherdecha.pt

Fazer “nutella” em casa não é uma novidade. Já experimentei várias versões, com manteiga, chocolate em tablete e até leite condensado, e já fizeram parte de várias cabazes de natal, para os amigos mais gulosos. (Podem até encontrar essa receita no livro “Presentes com um Sabor Especial”, na página 38)
Ainda não tinha experimentado as versões sem adição de açúcares e mais saudáveis. Não pelos miúdos, que ainda não comem, mas por mim, que sou gulosa e estava com vontade de experimentar estas versões....  Descobri as mais variadas receitas. Umas com xarope de agave, acér e até com mel. Nenhuma me convenceu totalmente... Umas ficavam com um sabor demasiado intenso ao mel ou agave e mal se notava o sabor das avelãs, e outras ficavam demasiado pastosas para o meu gosto, pois não era adicionado a água, o que as tornava muito grossas e, difíceis de barrar.
Depois de experimentar várias receitas, acabei a adaptar componente de várias para um creme de avelãs e cacau mais saudável e sem aditivos, mas principalmente que nos agradasse. Acho que finalmente acertei na minha versão e foi aprovada também pelo Miguel.
Depois podem usar como a “nutella” tradicional. Para rechear crepes, em enroladinhos no forno, para rechear uma tarte de chocolate e acompanhar com morangos e frutos vermelhos. E fica delicioso como uma cobertura de um bolo mais simples.
Uma versão mais saudável para os mais pequenos  - porque cada vez mais (e ainda bem!) há pais preocupados com aquilo que oferecem todos os dias aos filhos para comer!

Ingredientes para 1 frasco:

200g de avelãs
3 tâmaras grandes
2 colheres de sopa de cacau em pó (usei cacau cru em pó)
150ml de água

Preparação:

Comece por tostar as avelãs. Coloque-as num tabuleiro e leve-as ao forno previamente aquecido a 180ºC durante cerca de 10 minutos, ou até as avelãs começarem a dourar. Atenção porque queimam muito facilmente. Retire-as e deixe arrefecer um pouco antes de usar.
Coloque as avelãs depois de arrefecidas num robot de cozinha (convém ser um robot com bastante potência, como a Bimby, ou a Yammi) e acrescente as tâmaras já sem caroço e o cacau. Triture tudo até obter uma pasta homogénea. Tenha paciência. Mesmo com um robot potente este processo demora alguns minutos - pelo menos 5 minutos - e é necessário ir abrindo o robot e ir misturando a pasta que se vai fixando nas paredes do copo. 
Quando tiver uma mistura pastosa e homogénea, acrescente a água e continue a triturar, (mais uns 5 minutos), e vá abrindo o robot e envolvendo tudo de cada vez que achar necessário.
No fim deverá ter uma mistura cremosa e homogéna.
Coloque num frasco e guarde no frigorífico.
Use como cobertura de bolos, para barrar no pão e em torradas, para fazer sobremesas - rechear tartes de chocolate, por exemplo....


Bom Apetite!

Empadão de Peixe com Puré de Legumes (receita também em video)



Próximo Workshop. Dia 9 de Abril, das 10h às 13h em Furadouro - Ovar, na Colher de Chá. Desta vez com o tema de “Finger Food para Dias Especiais”. Para mais informações ou para se inscreverem geral@colherdecha.pt

Mais uma receita vencedora entre os mais pequenos, e com os brócolos, que são agora o drama cá de casa, pois o Zé Maria diz que “já não gosta”. Mas assim, em puré com batata doce até os come muito bem, e principalmente com o ovo cozido escondido.
É uma clássica receita de empadão com lombinhos de peixe, que raramente falham na nossa lista de compras dos últimos tempos - e perfeitos para os miúdos - à qual gosto de juntar rodelas de ovo cozido. Desta vez o puré levou os brócolos e batata doce, mas podem variar com outras combinações, e ter assim versões sempre diferentes.
Gosto de juntar um pouco de iogurte ou natas ao puré, mas não junto leite ou manteiga. Acho que nestas variações de puré liga muito bem, mas deixo essas alterações ao vosso critério.
Há também um video, para tirar algumas dúvidas que possam surgir e que espero que gostem.
Aqui fica mais uma receita para os jantares da semana!




Ingredientes para 2 pessoas:

2 ovos cozidos
4 lombinhos de pescada
1 cebola
2 dentes de alho
1 folha de louro
2 batatas doce médias
250g de brócolos
sal e pimenta q.b.
azeite q.b.
2 colheres de sopa de natas, iogurte grego, queijo creme....

Preparação:

Comece por descascar as batatas. Lave-as a cozer em água temperada de sal e acrescente depois os brócolos.
Entretanto descasque a cebola e corte-a em meias luas. Descasque os dentes de alho e pique-os. Leve uma frigideira ao lume com os dentes de alho, a cebola e um pouco de azeite e acrescente o louro. Deixe a cebola começar a cozinhar e junte depois os lombinhos de peixe partidos em pedaços e envolva bem na cebola. Tempere a gosto com sal e pimenta e deixe cozinhar.
Assim que as batatas e os brocolos estiverem cozinhados escorra-os bem. Triture tudo e retifique de sal e pimenta, juntando depois o iogurte ou o queijo. Misture bem.
No fundo de um prato que possa ir ao forno coloque a cebolada de peixe. Por cima disponhas o ovo cozido previamente cortado em rodelas e termine com o puré de brócolos e batata doce.
Leve depois ao forno previamente aquecido a 180ºC apenas para tostar ligeiramente a superfície.
Sirva com uma salada verde.


Bom Apetite!

Crepioca


Já aqui disse várias vezes que o pequeno almoço é das minhas refeições preferidas. E parece que tenho um pequeno adepto cá em casa, pois o Zé Maria também adora, e diz sempre que quer “tantas coisas” para o pequeno almoço.
Na minha busca por receitas novas, mais “saudáveis” e até diferentes e mais comuns em outro tipo de alimentação, vou descobrindo receitas e ingredientes, e algumas coisas passam a fazer parte do nosso dia a dia. Além da tapioquinha - feita com polvilho hidratado, que já aqui falei e até mostrei em video -  descobri também a crepioca, muita mais simples e rápido para um pequeno almoço, brunch, ou até para um almoço ligeiro.
A receita é bastante simples, misturando apenas ovo e polvilho doce ou azedo (que é fécula de mandioca), muito usado na cozinha brasileira para fazer pão de queijo, e que entrou na “moda alimentar” porque é isento de glúten, apesar de continuar a ser um amido e portanto a ser comido com moderação por quem quer emagrecer. O nome de crepioca é curioso, junta crepe + mandioca, até porque a crepioca é mesmo uma espécie de crepe, mais elástico pela textura dada pelo polvilho.
Explicações à parte, fica a sugestão para um pequeno almoço diferente. Cá em casa gostamos bastante, é rapido de fazer - e mesmo com pouco tempo de manhã é possível de preparar - e podem rechear com o que mais gostarem, versões doces ou salgadas. Os clássicos como queijo e fiambre, presunto e pasta de tâmaras, atum e legumes, sobras de frango assado, salada e maionese caseira, “nutella”...Usem a imaginação. 

Ingredientes para 1 crepioca:

1 ovo
1 colher de sopa bem cheia de polvilho doce ou azedo 
1 colher de sopa de água

Preparação:

Numa taça coloque o ovo, o polvilho doce ou azedo, é indiferente, e a água. Com um garfo ou batedor de varas, misture bem até obter uma mistura homogénea.
Leve ao lume uma frigideira anti aderente e deixe aquecer (não é necessário juntar gordura) verta depois a mistura de ovo e polvilho de modo a cobrir o fundo da frigideira e deixe cozinhar. Vire depois, com uma espátula e deixe cozinhar do outro. Recheie a gosto, dobre ao meio e sirva de imediato.


Bom Apetite!

Asas de Frango No Forno com Sésamo e Gengibre


Adoro petiscos. E adoro jantares de petiscos. Rapidamente se compõe uma mesa. Uns ovos mexidos com qualquer coisa que haja lá por casa, sejam cogumelos, farinheira, chouriço ou espargos, uns patês caseiros de atum e ovo cozido com maionese caseira, um pica pau, uma tábua de queijos ou queijo com mel e frutos secos, umas tostas, umas batatas bravas e, quando há ingredientes para isso, uns camarões fritos ou umas asinhas de frango no forno...
Confesso que é uma refeição que gosto bastante e acho perfeita para receber amigos numa refeição mais descontraída.
Compelmento depois com umas saladas, fruta e gelado e temos uma refeição do agrado de todos.
Hoje, a sugestão é para um tempero para as asinhas de frango. Espero que gostem.
(E já agora podem partilhar receitas infalíveis para petiscos!)

Próximo Workshop. Dia 9 de Abril, das 10h às 13h em Furadouro - Ovar, na Colher de Chá. Desta vez com o tema de “Finger Food para Dias Especiais”. Para mais informações ou para se inscreverem geral@colherdecha.pt

Ingredientes para 4 pessoas:

1 quilo de asinhas de frango
sal e pimenta q.b.
1 colher de sopa de sementes de sésamo
3 colheres de sopa de óleo de sésamo
1 pedaço de gengibre com cerca de 3cm
3 dentes de alho
1 colher de chá de piri-piri moído ou malagueta

Preparação:

Prepare as asas de frango cortando-lhe as pontas, e separando as outras duas partes. Coloque-as depois num tabuleiro ou pirex que possa ir ao forno e tempere-as de sal e pimenta, o óleo de sésamo, o piri-piri moído, as sementes de sésamo e com o gengibre e os dentes de alho laminados ou ralados. Envolva tudo muito bem.
Leve a assar em forno previamente aquecido a 180ºC durante cerca de 45 minutos ou até as asas estarem cozinhadas e douradas.
Sirva com molho sweet chilli ou maionese picante.


Bom Apetite!

Imprimir