terça-feira, Outubro 18, 2011

Tarte de Maçã e Canela

Os anos que vão passando fazem-nos aprender muitas coisas. Aprendi a reconhecer os meus verdadeiros amigos e a deixar de ser tão crédula e ingénua. Que só devemos dar importância ao que realmente merece e a não valorizar coisas insignificantes. Deixei de receber em minha casa quem não retribui convites, e a ignorar quem se acha superior. Aprendi que há ocasiões em que fazermo-nos passar por "parvos" é a melhor solução e aprendi também a guardar pequenos trunfos para poder utilizar nos momentos certos. Aprendi que devemos sonhar mas mantendo sempre os pés na terra, e a pensar nos problemas apenas quando eles aparecem, em vez de ficar a pensar em todos os "se" das nossas vidas. Aprendi a ser mais paciente e a achar que tudo tem uma razão para acontecer. Aprendi que todos os quilos a mais ou todas as rugas ou todos os cabelos brancos que possamos ter têm uma história que faz de nós quem somos.
Aprendi receitas novas, umas melhores do que outras, mas aprendi sempre sempre alguma coisa com cada uma delas. Com esta receita aprendi que as coisas simples são quase sempre as melhores.

Ingredientes:
(adaptado de "Pear and Cinnamon tart" - Easy Meals, pág. 211, Rachel Allen)

1 rolo de massa folhada fresca
4 maçãs médias (usei maçã vermelha que eram as que tinha em casa)
1 colher de chá de canela em pó
25g de manteiga
80g de açúcar

Preparação:

Desenrole a massa folhada e, com a ajuda de um rolo da massa estique-a para ficar com uma forma rectangular e ainda mais fina. Coloque depois num tabuleiro previamente forrado com papel vegetal.
Lave bem as maçãs, retire-lhes o caroço e corte-as m fatias finas (mantendo a casca).
Coloque as maçãs numa taça e misture o açúcar, a manteiga derretida e a canela envolvendo bem.
Vá sobrepondo as fatias de maçã sobre a massa folhada até toda a superfície estar coberta e leve a assar em forno previamente aquecido (220ºC) cerca de 20 a 30 minutos.
Sirva morna ou fria, partida em pedaços.

Bom Apetite!

32 comentários:

  1. Faço tuas as minhas palavras!!!
    A tarte ficou perfeita!
    Beijinhos grandes.

    ResponderEliminar
  2. Menos é mais e esta tarte é a prova disso.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Deve ser deliciosa e ao pequeno almoço com uma cafezada até ia rsss.
    Eu faço uma com massa quebrada, depois barro com marmelada caseira e por cima disponho a maçã cortada às fatias fininhas, polvilho com açucar, canela e limão e vai ao forno.
    Quero te agradecer pois graças a ti e à tua energia fiz as pazes com a cozinha. Passa no meu blog.
    Beijocas

    ResponderEliminar
  4. Adoro tudo o que são bolos com maçã... e agora que se adivinha um friozinho para o fim de semana, vou aproveitar esta receita que parece bem fácil e de rápida execução e receber o Outono com cheiro a canela!!!
    Obrigada!!!

    ResponderEliminar
  5. Também eu tenho aprendido muito neste último ano particularmente.
    Revi-me muito no texto que escreveste! :)
    A tarte está um mimo e deve ser deliciosa. Beijocas

    ResponderEliminar
  6. vou experimentar no próximo final de semana!

    ResponderEliminar
  7. A simplicidade das coisas que valem realmente a pena. Costumo fazer uma receita semelhante, mas com granny smith.

    ResponderEliminar
  8. A essa conclusão já eu cheguei à muito tempo. É uma forma também de nos pouparmos a deceçoes com pessoas que não valham nada. Mas lá de vez em quando acontece uma sem a gente esperar! :(
    Gostei da simplicidade da tua tarte. Por acaso já tinha feito uma assim parecida e que ficou uma delicia.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  9. Tão de acordo com tudo que poderia ter sido eu a escrever ;)
    Adoro tarte de maçã. Esta está com um aspecto maravilhoso, como tudo o que a Joana faz.
    Além disso, a fotografia é fantástica.
    Boa continuação!

    ResponderEliminar
  10. Ora nem mais amiga!! Adorei o teu texto e ainda mais o teu bolinho! Ficou fantástico.
    Beijinhos doces.

    ResponderEliminar
  11. Uma maravilha amiga, bela tarte de maçã...gostei especialmente das tuas palavras, temos que abrir os olhos mesmo....bjokitass

    ResponderEliminar
  12. Eu acredito que devemos viver intensamente um dia de cada vez, que não adianta nos preocuparmos com o problema de amanhã se se não podermos resolve-ĺo hoje.
    A tarte está magnifica na aparência e também de estar no sabor.
    Abraço
    Vânia

    ResponderEliminar
  13. Comprei o seu livro este fim de semana passado e devo dizer que estou apaixonada! Apesar de ser um livro de culinária, passou a ser o meu livro de cabeceira!
    Este verão, como terminei os meus estudos e não tinha muito que fazer, passei a dedicar-me mais às artes culinárias e o seu blogue (e agora livro) tem-me dado muita inspiração!
    Vou com certeza experimentar esta receita! :)

    ResponderEliminar
  14. Tal como dizes, há que aprender a dar valor ao essencial em detrimento do que é supérfluo. E é esta a chave para vivermos mais felizes. E é tão libertador!

    ResponderEliminar
  15. Adorei o texto e subscrevo ... Simplesmente divinal!

    Passo por aqui todos os dias, sempre curiosa com as novidades, e sempre ansiosa pelo texto.
    Obrigada por estar diarimente :)
    Beijocas
    Paula

    ResponderEliminar
  16. Concordo plenamente!!! Ficou maravilhosa a tarte!

    ResponderEliminar
  17. Como eu me identifico com a introdução q escreveste... O meu aniversário foi há poucos dias e é uma altura ideal p pensarmos nas coisas e pessoas da nossa vida... Estou cm tu - a tentar dar valor ao q realmente importa! Brigada por esta receita simples, mas saborosa.

    ResponderEliminar
  18. Adoro tarte de maçã e esta, tão simples, ficou bem apetitosa... vou experimentar, agora que me têm chegado a casa maçãs de mãos amigas :-)
    Beijinho
    Teresa

    ResponderEliminar
  19. essa teoria de nos fazermos parvos uso-a muitas vezes e podes crer que dá resultado.
    gostei da simplicidade da tua tarte.
    beijocas

    ResponderEliminar
  20. Já experimentei algumas receitas daqui, mas a esta não resisto certamente. Este fim de semana vou usar o rolo da massa. Vou.. Vou...
    Abraço
    lua

    ResponderEliminar
  21. Uma torta perfeita!
    Bjs

    ResponderEliminar
  22. Gostei imenso desta receita simples. E do que escreveste. Valorizar quem nos valoriza e sabe devolver a amizade. Dar valor ao que realmente importa. Duas grandes lições. Para evitar as tais decepções...
    Beijo
    Babette

    ResponderEliminar
  23. A tua tarte esta com bom aspecto e não parece complicada de fazer...

    Bjos

    ResponderEliminar
  24. Olá Joana,
    Parabens pelos blogs, parabens pelas palavras tão sábias que escreveu hoje neste post.
    Parabens por tudo e tenho a certeza que as coisas simples são MESMO as melhores.
    Um beijinho com muita amizade

    ResponderEliminar
  25. Adoro as receitas, fotografias deste blog. Hoje gostei muito do texto, descreveu exactamente o que sinto! Há pessoas realmente importantes na nossa vida, outras nem por isso. Gostei particularmente desta frase: "Deixei de receber em minha casa quem não retribui convites, e a ignorar quem se acha superior." Porque tenho todo o prazer em receber amigos em casa e dispenso gastar tempo e energia a receber quem não vale a pena.
    Estas sabedoria da vida vem mesmo com a nossa maturidade! ;) Beijinhos *

    ResponderEliminar
  26. Ai, ai, que bom aspecto! Perfeita para um fim-de-semana de Outono :) Acho que vou já experimentar no próximo!

    ResponderEliminar
  27. Acabei de descobrir este blog e fiquei completamente rendida!
    Não são só as receitas que são maravilhosas, mas principalmente a escrita, a alma transparente em tudo o que escreve!!!
    Já pensou em escrever um livro?
    Leio muito e identifico a sua escrita com alguns dos meus escritores favoritos.
    Parabéns!!!!

    ResponderEliminar
  28. Anónimo22:12

    Uma maravilha... servi uns quadrados à sobremesa com uma bola de gelado de baunilha e foi um sucesso daqueles!
    Obrigado pela partilha e continua a adoçar e alegrar os nossos dias.

    ResponderEliminar
  29. Olá!
    Já não é a primeira vez que aqui escrevo para te agradecer "colher de pau" pela tua generosidade.
    Já experimentei a tarte e, de facto, é muito boa e simples.
    Muito obrigada.
    Gisela

    ResponderEliminar
  30. A tarte parece deliciosa, mas as palavras que a acompanham são-no ainda mais. Já sigo este blogue há bastante tempo e cada vez gosto mais do que aqui encontro. Obrigada por todas as receitas, culinárias e de vida.

    ResponderEliminar
  31. Muito simples e tem uma cara óptima... E sabe ainda melhor, És uma artista! ;) Obrigado por nos deliciares!

    ResponderEliminar

Poderá também gostar de:

Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin